4 vantagens de uma dieta sem glúten!

Young Couple Cooking Vegetable Salad Together

O glúten é o nutriente mais discutido do momento. Ele tem sido relacionado com vários problemas do sistema digestivo, como cólicas, diarréias e mal-estar, além de também ter sido ventilado como um dos responsáveis pelo aumento de peso de seus consumidores.

Apesar de ser o centro das atenções das polêmicas na alimentação, o glúten não chega a ser um vilão, especialmente para quem não é intolerante ao nutriente. Entretanto, a prática de uma alimentação sem glúten pode ser extremamente vantajosa para indivíduos que apresentam desconfortos após o consumo da proteína.

Que tal conhecer quatro vantagens de praticar uma dieta sem glúten? Confira 4 vantagens de uma dieta sem glúten!

O glúten e a doença celíaca

Antes de falarmos da alimentação sem glúten, é preciso entender primeiro quem não pode consumir o nutriente. O glúten é uma proteína encontrada em cereais como o trigo, a cevada e o centeio que, quando ingerido por pessoas intolerantes, pode causar desconfortos gastrointestinais e até lesões mais graves, devido a falta de capacidade do organismo em digerir o produto.

Somente pessoas diagnosticadas com uma alteração genética, também conhecida como Doença Celíaca, é que apresentam esse tipo de problema após a ingestão do glúten. O tratamento da doença é realizado somente com a exclusão da proteína da alimentação.

Entretanto, quem não apresenta essa alteração genética pode ter desconfortos gastrointestinais após a ingestão do glúten, mas que não resultam em lesões graves. Nesses casos, a exclusão temporária do glúten da alimentação pode ajudar a reduzir o desconforto.

Vantagens da dieta sem glúten

Agora que entendemos um pouco sobre a relação entre o glúten e as manifestações intestinais, podemos citar quais são as vantagens de se praticar uma dieta sem a presença dessa proteína:

Redução de desconfortos gástricos para pacientes intolerantes

Como discutimos anteriormente, a ingestão de glúten em pacientes geneticamente susceptíveis pode ser extremamente desconfortável. Como essa proteína não é digerida corretamente pelo organismo, ela pode causar cólicas, aumentar a motilidade intestinal, a diarreia e até outras lesões mais graves na região, como gastrites e úlceras. Retirar o glúten da dieta dessas pessoas pode cessar, imediatamente, a produção desses sintomas.

Menor risco de desenvolvimento de câncer em pacientes com doença celíaca

As lesões intestinais, realizadas a longo prazo pela ingestão de glúten em pacientes com doença celíaca, podem resultar em alterações celulares e teciduais que, se não tratadas, podem desenvolver lesões pré-cancerigenas. A única maneira de evitar essa pré-disposição ao câncer de estômago ou de intestino é evitando a ingestão de glúten. Vale a pena reforçar que esse risco de desenvolvimento de câncer após a ingestão de glúten só foi detectado em indivíduos que manifestam a doença celíaca.

Perda de peso

Isso acontece porque reduzimos a nossa ingestão calórica, não porque o glúten engorda. A retirada de produtos fonte de glúten da nossa alimentação resulta em redução calórica, porque frequentemente excluímos alimentos como o pão, o macarrão, o biscoito e a cerveja da rotina alimentar, que são produtos com elevado valor energético.

Automaticamente, retirando o glúten reduzimos a ingestão calórica, podendo refletir em perda de peso. Mas atenção, se retirarmos os alimentos fonte de glúten da alimentação e substituirmos por produtos ricos em proteína ou em gordura, essa redução poderá não acontecer.

Diminuição de respostas alérgicas

A ingestão de glúten em pacientes susceptíveis também pode desenvolver outras respostas alergênicas, que não somente as manifestações gastrointestinais. Algumas pessoas podem apresentar reações alérgicas na pele ou elevar, significativamente, a sua resposta imune,  podendo levar à edema de glote em quadros mais avançados, que só são tratadas com a retirada do glúten da alimentação.

Uma alimentação sem glúten é essencial para a manutenção da saúde dos indivíduos que apresentam intolerância ao nutriente. Não se esqueça de sempre contar com a ajuda de um nutricionista para balancear adequadamente a sua dieta.

Para tornar a sua dieta sem glúten ainda mais fácil de ser aderida, que tal adicionar alguns produtos elaborados sem essa proteína em sua composição? Confira a nossa lista de produtos sem glúten clicando aqui e melhore a qualidade nutricional da sua dieta! Aproveite também para deixar um comentário sobre o assunto no espaço abaixo!