Gordura saturada, insaturada e trans : qual a diferença?

Fast Food Collage

 

Manter uma alimentação saudável deveria ser um hábito adotado por todos. O nosso corpo necessita de cuidados especiais para manter o seu bom funcionamento, sem sustos e sem surpresas.

Fazer uma dieta é um processo exigente, que pede muita força de vontade e um pouco de conhecimento. Afinal, é preciso ter em mente aquilo que faz bem e aquilo que prejudica o seu organismo.

Dentre as grandes dúvidas nutricionais está a classificação dos tipos de gordura — também conhecidas como ácidos graxos. Sim, gordura não é apenas lipídio e ponto final, elas se dividem em três categorias diferentes: as saturadas, as insaturadas e as gorduras trans.

Conhece os diferentes efeitos sobre o corpo humano que cada tipo possui? Entenda um pouco das diferenças e tenha mais uma importante informação para montar o seu plano alimentar! Gordura saturada, insaturada e trans : qual a diferença?

Gorduras saturadas

Este tipo de gordura é derivada de produtos de origem animal, como carnes, leites e queijos e se estabiliza em sua forma sólida quando exposta à temperatura ambiente — cerca de 25°C. Esse tipo de adiposidade tem a sua ingestão desmotivada por nutricionistas, pois é ela quem dá o rótulo de “gorduroso” a alimentos, como o torresmo ou o creme de leite.

O alto consumo de gorduras saturadas aumentam os níveis de concentração do colesterol de baixa densidade, o famoso “colesterol ruim”, que causa problemas cardiovasculares. Para quem fica de olho na alimentação e não quer extrapolar, a ingestão sugerida para esse tipo de gordura é de, no máximo, 20 gramas por dia.

Gorduras insaturadas

Não se deixe enganar: alimentos vegetais possuem gordura. Há quem ache que gordura é coisa de alimentos de origem animal, mas na verdade essa informação é equivocada!

Alimentos de origem vegetal não possuem gorduras saturadas, que contribuem para o aumento do colesterol. Mas guardam, em sua composição, lipídios insaturados, que auxiliam na diminuição do colesterol ruim.

Esse tipo de gordura apresenta-se no estado líquido, sendo os óleos vegetais a sua apresentação mais comum. Contudo, peixes como o salmão também apresentam os ácidos graxos insaturados.

A ingestão regulada de gorduras insaturadas ajuda na dissolução das concentrações de colesterol de baixa densidade, porém o consumo em excesso também causa problemas ao organismo. A ingestão ideal é de 44 gramas por dia.

Gorduras trans

Trata-se do Frankstein das gorduras. Um monstrinho criado por um processo chamado de hidrogenização, que resulta em uma gordura insaturada com diferenças em sua composição molecular. Assim, transforma ácidos graxos cis em ácidos graxos trans, sendo que a nomenclatura surgiu com base nessa mudança.

Esse tipo de lipídio é muito comum nos alimentos industrializados, como biscoitos, sorvetes e salgadinhos e é capaz de baixar os níveis de colesterol bom, conforme aumenta a concentração do colesterol ruim no organismo. Esse tipo de gordura é tão ruim para o ser humano que o consumo sugerido por especialistas não passa de irrisórias 2 gramas por dia!

Gorduras não podem ser consideradas sinônimos de má alimentação. É claro que a sua ingestão é recomendada sempre em baixas quantidades, mas fica claro que alguns alimentos ricos em lipídios fazem bem à saúde, como o azeite de oliva. É preciso conhecer um pouco sobre as diferenças entre os ácidos graxos e, principalmente, saber qual tipo você vai encontrar na sua próxima refeição! Conseguimos responder:  Gordura saturada, insaturada e trans : qual a diferença?

Restou alguma dúvida ou gostaria de fazer uma observação? Deixe o seu comentário!